Torre de Moncorvo entra en el túnel del tiempo medieval

En 2016, la Feira Medieval de Torre de Moncorvo, que discurre los días 8, 9 y 10 de abril, ocupará todo el Centro Histórico de la Villa de Moncorvo recreando la vida medieval.

FuenteLuis Falcao @luischiado
Torre de Moncorvo se convierte en un escenario de vida medieval. Feira de 2015

Durante tres días, 8, 9 e 10 de abril, la Villa de Torre de Moncorvo respirará la Edad Media, realizando, así, un diálogo vivo con la memoria que llega de la sociedad vivida en el mundo rural del siglo XIII. Hijo de Don Alfonso III y de Doña Beatriz de Castilla, Don Dinis fue proclamado rey en Lisboa en 1279, para iniciar un largo reinado de 46 años. Es el tiempo que esta villa transmontana de la Terra Quente recreará el primer fin de semana de abril.

La primera Feira Medieval tuvo lugar en 2011 a cargo de la Agrupación Escolar de Torre de Moncorvo con la colaboración de la Cámara Municipal. Inicialmente pensada para realizarse de dos en dos años, la Feira Medieval regresó el 15 de marzo de 2013, ya con la colaboración de otras entidades y con nuevas actividades.

En 2014, la Feira Medieval pasa depender del Municipio, quien considera que su celebración debe ser anual y alargada durante tres días. Muchas fueron las novedades introducidas en su programación.

Así, en 2015, la Feira Medieval se consolida en el panorama de las ferias medievales de Portugal, pero sobre todo, profesionalizándose. Con el tema ‘Visita Real de Don Dinis a Terras Transmontanas’, se realiza toda la recreación de esta visita con cortejos de llegada, de despedida, casamento medieval, juramentos, concesiones reales a los habitantes de Moncorvo, audiencia general de los pueblos y justas y torneos.

Una programación que se reafirma progresivamente, contando en la edición de 2015 con cerca de mil actores trajeados con rigor y cerca de 25.000 visitantes.

Feira Medieval de Torre de Moncorvo 2016

FeiraMedieval-TORRE-DE-MONCORVOEn 2016, la Feira Medieval, que como se ha dicho discurre los días 8, 9 y 10 de abril, ocupará todo el Centro Histórico de la Villa de Moncorvo.

La figura central es el Rey Don Dinis, de tal forma que toda la feria se desarrollará en torno al temna ‘Don Dinis, poeta e trovador’. Las diversas teatralizaciones serán sobre las cantigas de amistad, amor y escarnio y maldiciones escritas por el monarca portugués.

En esta edición habrá nueve espacios de animación entre ellso el Largo do Sagrado Coração de Jesus, Largo do Castelo, Praça Francisco Meireles, Porta da Traição, Escadas do Baldoeiro, Largo General Claudino, Largo Balbino Rego, Jardim Dr. Horácio de Sousa e Largo da Feira.

Aquí discurrirán las principales actividades como el Mercado Medieval con artesanos, místicos, artífices y tabernas, lectura de la carta de reconocimiento foral a Torre de Moncorvo, cortejo del Rey y su Corte, asalto al castillo, pelourinho, cantigas y trovas de El Rey, concesiones reales a los habitantes de Moncorvo, entrenamiento de los caballeros, audiencia general de los pueblos, celebración de esponsales de Don Dinis con Doña Isabel de Aragón, vuelo de aves, tiendas de viejos oficios, exposición de máquinas de tortura medievales, paseos de caballos, parque infantil medieval, espectáculo ecuestre Cavaleiros d’El Rey, juegos medievales, campamento árabe, campamento de Don Mendo, campamento militar de hombres santos, campamento de arqueros y cortejo de despedida de Don Dinis.

No faltará tampoco animación de calle con mendigos, gitanos, magos, bufones, malabaristas y fuego por la boca y músicas y danzas. Tendrán lugar también luchas entre grupos rivales, habrá saltimbanquis, juglares, trovadores, juergas y demostración de armas que seguramente serán del agrado de la población en general y de todos aquellos que visiten Torre de Moncorvo ese fin de semana.

Una de las principales distinciones respecto a las del resto del país es la alta participación de la población lcoal, así como de las asociaciones o instituciones, y los extras que son en su mayoría habitantes del concejo.

Don Dinis

La figura central de esta Feira Medieval es Don Dinis, hijo de Alfonso III y de Doña Beatriz de Castilla, proclamado rey en Lisboa en 1279, para iniciar un largo reinado de 46 años.
Con las fronteras ya definidas, Don Dinis dio continuidad a decisiones importantes para asentar la autoridad del rey, con la construcción de castillos, el incentivo al asentamiento de población y a la explotación económica de algunas regiones, teniendo siempre durante su reinado una atención especial para el concejo de Torre de Moncorvo

La cultura fue uno de sus intereses personales. Don Dinis no solo apreciaba la literatura, como fue, él mismo, un poeta notable y uno de los mayores y más fecundos juglares de su tiempo. Hasta nuestros días llegaron 137 textos de su autoría, distribuidos en diversos géneros (cantigas de Amor, cantigas de Amigo y cantigas de Escarnio y Maldizer).

Con todo este soporte cultural, arquitectónico, humano e histórico, Torre de Moncorvo se convierte para miles de turistas en lugar elegido en este fin de semana de primeros de abril. La Villa y la Feria, el clima y la geografía del Duero bien merecen una visita a escasa media hora de la frontera con Salamanca por el Salto de Saucelle.

 

PROGRAMA

EVENTOS DIÁRIOS
(8, 9 e 10 de Abril de 2016)

LARGO BALBINO REGO
10.00H às 23.00H
•    Estábulos e passeios de cavalgaduras pelas ruas do burgo.
•    Carrocel medieval

LARGO GENERAL CLAUDINO
10.00H às 23.00H
•    Exposição de Cetraria (Falcoaria)

LARGO DO CASTELO
10.00H às 23.00H
•    Acampamento de Arqueiros, Linha de Tiro de Arqueiros e Ofícios.

PORTA DA TRAIÇÃO
10.00H às 23.00H
•    Exposição de Armas de Guerra

PRAÇA FRANCISCO ANTÓNIO MEIRELES
10.00H às 23.00H
•    Oficina do Velho Oficio e Liça

JARDIM DR. HORÁCIO DE SOUSA
10.00H às 23.00H
•    Acampamento Mouro

LARGO DA FEIRA
10.00H às 23.00H
•    Acampamento de D. Mendo

LARGOS E RUAS DO BURGO
10.00H às 03.00H
Animação de Rua
Acrobatas, malabaristas, músicos, mendigos, ciganas, magos, bruxas, bobos da corte e cuspidores de fogo. Rixas entre grupos rivais; trovas e folguedos; demonstração de armas, saltimbancos e menestréis deambulam e animam a Feira e as ruas do burgo com as suas exibições.
(Os Três Irmãos; Jenus; Grupo Alma de Ferro Teatro; Agrupamento de Escolas Dr. Ramiro Salgado; Bombos Lousenses; Agrupamento 788 – Torre de Moncorvo e Escola Dragon Force)

Dia 8 de Abril de 2016 (SEXTA FEIRA)

Cortejo do Rei e sua corte em terras transmontanas
(Largo da Corredoura, percorrendo a R. dos Palheiros; Escadas do Baldoeiro; Praça Francisco Meireles e Castelo).
No Largo da Corredoura, os homens bons e povo, recebem El-Rei D. Dinis, acompanhado da sua hoste, vindo da vila de Santa de Santa Cruz da Vilariça, onde se hospedou por dois meses (Novembro e Dezembro de 1281). No cortejo estão presentes os três estados – Nobreza, Clero e Povo.
Praça Francisco Meireles
09.30H

Concessões régias aos moradores de Torre de Moncorvo
Em 1284/1285 concede feira a Torre de Moncorvo, alargando o período desta por um mês consecutivo em 1319.
Após a atribuição de carta de foral, D. Dinis, ordena por carta em 1295, que se mande edificar a cerca defensiva à vila.
Praça Francisco Meireles
10.00H

Abertura do Mercado
Meirinho e Homem da Vara passam revista aos Tendeiros e Mercadores
Largo General Claudino
10.00H

Treino dos Cavaleiros
El-Rei e a sua corte são brindados com treinos e atividades de perícia dos nobres militarizados, destacando-se a cavalaria, que tinha uma posição de realce no Reino. Preparavam-se desde a infância para serem guerreiros eficientes, leais e corajosos.
Praça Francisco Meireles
10.15 H

Cortejo Real
Em cortejo, o Rei e a sua corte percorre a feira em direção ao Adro da Igreja (Largo General Claudino) sendo aclamados pelos mercadores e povo do burgo.
10.30 H

Saltimbancos
Na chegada ao Adro da Igreja suas Majestades são recebidas por um grupo de saltimbancos.
Cantigas e Trovas d’El Rei D. Dinis
Os jovens da vila decidem presentear suas Majestades e a Corte com danças e cantigas.
Casamento
O Rei e a sua corte são convidados para o casamento de uma jovem nobre que vai desposar um jovem contra a vontade de seu pai.
Largo General Claudino
(Adro da Igreja Matriz)
11.00H às 12.30H

Festa no terreiro ao som das gaitas e tambores dos Albaluna
Praça Francisco Meireles
11.30H

Pracear das aves
Como prática de sociabilização da ave, mestre falcoeiro leva a sua ave à praça, possibilitando-lhe o contacto com as gentes para que esta a elas se habitue.
Largo General Claudino
11.30H

Jantar da corte e povo nas Tabernas do Burgo
O repasto era um dos momentos, por excelência, de convívio nos tempos medievais. Aqui poderá experimentar os sabores da época.
Largo do Sagrado Coração de Jesus
12.00H

Festa no terreiro ao som das gaitas e tambores das Las Çarandas
Largo do Sagrado Coração de Jesus
12.00H

Festa no terreiro ao som das gaitas e tambores Cabra Cega
Largo do Sagrado Coração de Jesus
13.00H

Festa no terreiro ao som do Grupo Moçárabe e Dança do Ventre
Jardim Dr. Horácio de Sousa
14.00H

Saltimbancos
Após o jantar da corte, suas Majestades são recebidas por um grupo de saltimbancos.
Cantigas e Trovas d’El Rei D. Dinis
Os jovens da vila decidem presentear suas Majestades e a Corte com danças e cantigas.
Casamento
O Rei e a sua corte são convidados para o culminar do casamento de uma jovem nobre.
Largo General Claudino
(Adro da Igreja Matriz)
14.30H às 16.30H

Atelier “Cetraria – a nobre arte da caça”  
Neste atelier participarão até 10 inscritos que irão aprender a identificar as aves, um pouco da história da Cetraria, dando relevância ao período medieval e algumas noções de treino e manuseamento de aves de caça.
Largo General Claudino
16.30H

Pelourinho
Condenação da Bruxa
O pelourinho é o local por excelência onde se executa a justiça, com a aplicação de penas muito diversificadas, exceto a condenação à morte. É igualmente junto ao pelourinho que geralmente se leem as posturas e se efetuam as arrematações e arrendamentos de bens.
Praça Francisco Meireles
17.00H

Jogo de bola – Arena Dragão
Largo da Feira
17.00H

Voo livre pelas ruas de Torre de Moncorvo
Demonstração de voo participado onde se possibilitará aos participantes do atelier chamar a ave ao seu punho numa prática ancestral em que a ave voará em completa liberdade de ação, visando desenvolver-lhe massa muscular e capacidade de voo para uma melhor prestação em caça.
Largo General Claudino
17.30H

Festa no terreiro ao som das gaitas e tambores dos Cabra Cega
Jardim Dr. Horácio de Sousa
17.30H

Festa no terreiro ao som das gaitas e tambores dos Curinga
Praça Francisco Meireles
18.00H

Festa no terreiro ao som das gaitas e tambores dos Albaluna
Largo General Claudino
19.00H

Ceia da corte e povo nas Tabernas do Burgo
O repasto era um dos momentos, por excelência, de convívio nos tempos medievais. Aqui poderá experimentar os sabores da época.
Largo do Sagrado Coração de Jesus
20.00H

Festa no terreiro ao som das gaitas e tambores dos Cabra Cega e Las Çarandas
Largo do Sagrado Coração de Jesus
20.30H

Auto de Fé – Um Eco da Inquisição
Largo General Claudino
(Adro da Igreja)
21.30H

Festa no terreiro ao som do Grupo Moçárabe e Dança do Ventre
Jardim Dr. Horácio de Sousa
22.00H

Festa no terreiro ao som das gaitas e tambores dos Albaluna
Praça Francisco Meireles
22.30H

Recolher de D. Dinis aos seus aposentos
Festa e Folgança nas Tabernas ao som das gaitas e tambores dos Cabra Cega, Las Çarandas e Curinga
Largo do Sagrado Coração de Jesus
23.30H

Dia 9 de Abril de 2016 (SÁBADO)

Abertura do Mercado
Meirinho e Homem da Vara passam revista aos Tendeiros e Mercadores
Praça Francisco Meireles
10.00H

Festa no terreiro ao som das gaitas dos Roleses
Largo General Claudino
10.00H

Festa no terreiro ao som das gaitas e tambores dos Curinga
Praça Francisco Meireles
10.30H

Pracear das aves
Como prática de sociabilização da ave, mestre falcoeiro leva a sua ave à praça, possibilitando-lhe o contacto com as gentes para que esta a elas se habitue.
Largo General Claudino
11.00H

Festa no Acampamento Mouro ao som do Grupo Moçárabe e Dança do Ventre
Jardim Dr. Horácio de Sousa
11.30H

Carroça das Pantominices – Teatro em Caixa (teatro de marionetas)
Largo General Claudino
12.00H

Festa no terreiro ao som das gaitas e tambores das Las Çarandas
Praça Francisco Meireles
12.00H

Jantar da corte e povo nas Tabernas do Burgo
O repasto era um dos momentos, por excelência, de convívio nos tempos medievais. Aqui poderá experimentar os sabores da época.
Largo do Sagrado Coração de Jesus
12.00H

Voo livre de aves, na área das tascas (para animação dos comensais)
Largo do Sagrado Coração de Jesus
12.30H

Festa no terreiro ao som das gaitas e tambores dos Cabra Cega e Roleses
Largo do Sagrado Coração de Jesus
13.00H

Festa no terreiro ao som das gaitas e tambores das Las Çarandas
Largo General Claudino
14.00H

Danças no Terreiro com as Damas d’El Rey
Porta da Traição
14.00H

O Milagre das Rosas
D. Isabel de Aragão tornou-se celebre pela sua bondade ocupando o seu tempo a distribuir esmolas e pão aos mais necessitados. Certo dia, D. Dinis decidiu surpreender a rainha numa das suas celebres caminhadas, perguntando o que ia fazer. Esta por sua vez respondeu que ia ornamentar os altares do mosteiro Santa Clara levando no seu regaço rosas. Não convencido e acusando de mentir, pediu para mostrar e eis que ele vê um lindo ramo de rosas.
Praça Francisco Meireles
14.30H

Chegada dos Grupos de Armas. Rixas entre Hostes e tomadas de posição.
Praça Francisco Meireles
15.00H

Atelier “Cetraria – a nobre arte da caça”
Neste atelier participarão até 10 inscritos que irão aprender a identificar as aves, um pouco da história da Cetraria, dando relevância ao período medieval e algumas noções de treino e manuseamento de aves de caça.
Largo General Claudino
15.00H

Carroça das Pantominices – Teatro em Caixa (Teatro de marionetas)
Largo General Claudino
15.30H

Jogos Medievais
Símbolo de entretimento brindado para o rei e para a corte mas também visto como treinamento militar pois desenvolvia a destreza de manusear as armas. Neste sentido fala-se dos jogos de combate, caça de montaria, justas e torneios com cavalaria. Outros jogos medievais praticados eram a braçaria, as canas, o tavolado , a péla  e o xadrez.
Largo da Feira
15.30H às 19.00h

Danças no Terreiro com as Damas d’El Rey
Porta da Traição
16.00H

Casamento
Celebração dos Esponsais de D. Dinis com D. Isabel de Aragão
Igreja da Misericórdia para o adro da Igreja Matriz
Rua da Misericórdia / Largo General Claudino
16.30H

Festa no Acampamento Mouro ao som do Grupo Moçárabe e Dança do Ventre
Jardim Dr. Horácio de Sousa
17.30H

Voo livre pelas ruas de Torre de Moncorvo (demonstração de voo participado onde se possibilitará aos participantes do atelier chamar a ave ao seu punho numa prática ancestral em que a ave voará em completa liberdade de ação, visando desenvolver-lhe massa muscular e capacidade de voo para uma melhor prestação em caça)
Largo General Claudino
17.30H

Missa e bênção das Aves
(Igreja Matriz)
Largo General Claudino
18.00H

Festa no terreiro ao som das gaitas e dos Tambores dos Cabra Cega
Praça Francisco Meireles
18.00H

Carroça das Pantominices – Teatro em Caixa (teatro de marionetas)
Largo General Claudino
19.00H

Danças no Terreiro com as Damas d’El Rey
Porta da Traição
19.00H

Ceia da corte e povo nas Tabernas do Burgo
O repasto era um dos momentos, por excelência, de convívio nos tempos medievais. Aqui poderá experimentar os sabores da época.
Largo do Sagrado Coração de Jesus
20.00H

Festa no terreiro ao som das gaitas e tambores dos Cabra Cega e Roleses
Largo do Sagrado Coração de Jesus
20.30H

Festa no terreiro ao som dos Curinga
Largo General Claudino
20.30H

Jogos Medievais
Símbolo de entretimento brindado para o rei e para a corte mas também visto como treinamento militar pois desenvolvia a destreza de manusear as armas. Neste sentido fala-se dos jogos de combate, caça de montaria, justas e torneios com cavalaria. Outros jogos medievais praticados eram a braçaria, as canas, o tavolado , a péla  e o xadrez.
Festa no terreiro ao som das Gaitas de Os Roleses
Largo da Feira
20.30H às 22.00h

Festa no terreiro ao som das gaitas e tambores das Las Çarandas
Praça Francisco Meireles
21.00H

Festa no Acampamento Mouro ao som do Grupo Moçárabe e Dança do Ventre
Jardim Dr. Horácio de Sousa
21.00H

Espetáculo: Assalto às muralhas de Moncorvo por parte de uma hoste invasora de Castela
Praça Francisco Meireles
22.00H

Os Desamores de D. Dinis
D. Dinis foi casado com D. Isabel de Aragão de quem teve dois filhos legítimos. Porém a sua descendência não se ficou por ai, tendo 7 filhos bastardos dos seus desamores, dos quais se conhecem: D. Aldonça Rodrigues Telha, (1 filho- Afonso Sanches (1289-1329), D. Maria Pires «huma boa dona do Porto de Gança» (1 filho), D. Marinha Gomes nobre dama de Lisboa (1 filha), D. Grácia Fróis (1 filho- Pedro Afonso Conde de Barcelos (1287-1354) e outras “senhoras” (3 filhos).
Largo General Claudino
22.45H

Recolher de D. Dinis aos seus aposentos
Festa e Folgança nas Tabernas ao som das gaitas e tambores dos Albaluna
Largo do Sagrado Coração de Jesus
23.30H

Festa e Folgança nas Tabernas ao som das gaitas e tambores dos Cabra Cega e Las Çarandas
Largo do Sagrado Coração de Jesus
00.30H

Dia 10 de Abril de 2016 (DOMINGO)

Abertura do Mercado
Meirinho e Homem da Vara passam revista aos Tendeiros e Mercadores
Praça Francisco Meireles
10.00H

Pelourinho
O pelourinho é o local por excelência onde se executa a justiça, com a aplicação de penas muito diversificadas, exceto a condenação à morte. É igualmente junto ao pelourinho que geralmente se leem as posturas e se efetuam as arrematações e arrendamentos de bens.
Praça Francisco Meireles
10.00H – SAI

Festa no Acampamento Mouro ao som do Grupo Moçárabe e Dança do Ventre
Jardim Dr. Horácio de Sousa
10.00H

Festa no terreiro ao som das gaitas dos Roleses
Praça Francisco Meireles
10.30H

Pracear das aves
Como prática de sociabilização da ave, mestre falcoeiro leva a sua ave à praça, possibilitando-lhe o contacto com as gentes para que esta a elas se habitue.
Largo General Claudino
11.00H

Abertura do Mercado
Meirinho e Homem da Vara passam revista aos Tendeiros e Mercadores
Largo General Claudino
11.00H

Sátira ao Assalto ao Castelo
As batalhas na Idade Média, centram-se na posse e domínio dos castelos e povoações mais importantes. Daí ser recorrente verificarem-se cercos aos burgos, com vários ataques recorrendo a vários equipamentos, como as torres de assalto, as escadas, as balistas, os trabucos, ou arietes.
Praça Francisco Meireles
11.00H

Carroça das Pantominices – Teatro em Caixa (teatro de marionetas)
Largo General Claudino
12.00H

Jantar da corte e povo nas Tabernas do Burgo
O repasto era um dos momentos, por excelência, de convívio nos tempos medievais. Aqui poderá experimentar os sabores da época.
Largo do Sagrado Coração de Jesus
12.00H

Festa no terreiro ao som das gaitas e dos tambores dos Albaluna e Curinga
Largo do Sagrado Coração de Jesus
12.00H

Voo livre de aves, na área das tascas (para animação dos comensais)
Largo do Sagrado Coração de Jesus
12.30H

Festa no terreiro ao som das gaitas e dos tambores dos Cabra Cega e Las Çarandas
Praça Francisco Meireles
13.30H

Carroça das Pantominices – Teatro em Caixa (teatro de marionetas)
Largo General Claudino
14.00H

Danças no Terreiro com as Damas d’El Rey
Porta da Traição
14.00H

Festa no Acampamento Mouro ao som do Grupo Moçárabe e Dança do Ventre
Jardim Dr. Horácio de Sousa
14.00H

Jogos Medievais
Festa no terreiro ao som das gaitas de Os Roleses
Símbolo de entretimento brindado para o rei e para a corte mas também visto como treinamento militar pois desenvolvia a destreza de manusear as armas. Neste sentido fala-se dos jogos de combate, caça de montaria, justas e torneios com cavalaria. Outros jogos medievais praticados eram a braçaria, as canas, o tavolado , a péla  e o xadrez.
Largo da Feira
14.30H às 16.00h

Atelier “Cetraria – a nobre arte da caça”
Neste atelier participarão até 10 inscritos que irão aprender a identificar as aves, um pouco da história da Cetraria, dando relevância ao período medieval e algumas noções de treino e manuseamento de aves de caça.
Largo General Claudino
15.00H

Pelourinho
O pelourinho é o local por excelência onde se executa a justiça, com a aplicação de penas muito diversificadas, exceto a condenação à morte. É igualmente junto ao pelourinho que geralmente se leem as posturas e se efetuam as arrematações e arrendamentos de bens.
Praça Francisco Meireles
14.30H / 15.00H – FICA ASSIM

Festa no terreiro ao som das gaitas e dos tambores de Las Çarandas
Praça Francisco Meireles
15.30H

Carroça das Pantominices – Teatro em Caixa (teatro de marionetas)
Largo General Claudino
15.30H

Danças no Terreiro com as Damas d’El Rey
Porta da Traição
15.30H

Torneio de D’armas a cavalo em preito de vassalagem a El rei D. Dinis  
Praça Francisco Meireles
16.00h

Festa no terreiro ao som das gaitas e dos tambores dos Curinga
Largo General Claudino
16.00h

Festa no terreiro ao som das gaitas e dos tambores de Las Çarandas
Praça Francisco Meireles
17.00H

Danças no Terreiro com as Damas d’El Rey
Porta da Traição
17.00H

Voo livre pelas ruas de Torre de Moncorvo
Demonstração de voo participado onde se possibilitará aos participantes do atelier chamar a ave ao seu punho numa prática ancestral em que a ave voará em completa liberdade de ação, visando desenvolver-lhe massa muscular e capacidade de voo para uma melhor prestação em caça.
Largo General Claudino
17.00H

Cortejo de despedida d’El Rei D. Dinis
(Castelo em direção à Av. Eng.º Duarte Pacheco)
Cortejo de despedida de D. Dinis a caminho das terras de Ribacôa, acompanhado da sua hoste, bem como das Confrarias e Ordens de todo o Reino.
Praça Francisco Meireles
17.30H

Encerramento da Feira Medieval
19.00H

No hay comentarios

Dejar respuesta