Pinhel, Cidade Falcão, invita a volar al pasado con su Feria Medieval

Por quinto año consecutivo, la ciudad de Pinhel se prepara para regresar en el tiempo y vivir tres días de gran animación al estilo medieval. Serán los días 31 de mayo, 1 y 2 de junio, con con una edición más de la Feria Medieval de la Ciudad Falcão - Guarda-Mor del Reino y Señoríos de Portugal. Además, destaca en esta edición la Muralla de Pinhel mandada reconstruir y ampliar por el Rei D. Dinis.

FuenteLuis Falcão | @luischiado
El Falcao o Halcón, el símbolo más identificativo de la ciudad de Pinhel

El centro histórico de la ciudad de Pinhel es el escenario ideal para un evento que pretende transportar a los visitantes hasta la época medieval, época marcada por vivencia rurales pero también por constantes disputas por la posesión de los territorios, principalmente en esta zona fronteriza. Será los días viernes 31 de mayo, sábado 1 y domingo 2 de junio.

Más allá de las murallas, que durante estos días definirán el espacio de esta recreación, comienzan a surgir los mercaderes (no hay feria sin mercaderes), pero también los taberneros y los servidores de manjares.

Calles adornadas, cortejos y torneos, música, danza, artes circenses, espectáculo de fuego, escenificaciiones y mucha animación de calle completan este escenario que invita a los visitantes a entrar en la fiesta y aprovechar las múltipes experiencias que esta Feria Medieval pretende proporcionar.

Del amplio programa de estos tres días, destaca también la realización de una Cena Medieval que contará con cerca de 350 comensales (sábado, día 1 de junio) y que, este año, volverá a celebrarse junto el Castillo, el punto más alto de la ciudad, donde tiene lugar algunas de las principales escenificaciones y representaciones basadas en hechos históricos.

Novedad será la realización de una Misa de Campaña, domingo, 2 de junio, a las 12.00 horas en el Largo de Santa María. Por último, importa recordar que el Falcão también tendrá presencia obligatoria en esta Feria Medieval, siendo el testimonio más representativo de Pinhel, Ciudad Falcão Guarca-Mor del Reino y Señoríos de Portugal

El Castillo, lugar donde se realizan múltiples actividades históricas

PROGRAMA

Sexta-feira, dia 31 de maio

14h00 – Abertura do Mercado

14h30 – Cortejo com toda a animação, entidades locais e comunidade escolar local (início na sede do Agrupamento de Escolas)

15h00 – O Foral de D. Dinis A Muralha de Pinhel – “A Ronda da Muralha” Fala ao Povo o Exmo. Alcaide de Pinhel, D. Rui Ventura.

Continuação do Cortejo até à liça

15h30 – A entrega do Foral e a ordem de reconstrução da muralha – teatro interativo (espetáculo educativo direcionado para a comunidade escolar)

Cortesias e abertura dos festejos na Cidade do Falcão por motivo da sua Feira Espetáculo de Circo e Malabarismos (Liça, Castelo)

O Voo do Falcão (Liça, Castelo)

16h00 – A Arte da Cetraria (Praça do Município)

Demonstração de ofícios aos pequenos guerreiros das Terras do Falcão (Rua dos Ofícios)

16h30 – Música – Concerto com “Strella do Dia” (Auditório Exterior)

Teatro Itinerante “As Fadas” (início no Castelo até à Praça do Município)

17h00 – Teatro Itinerante “O Lavadeiro Real”

17h30 – Música e Danças Orientais (início na Praça do Município, atuação no Auditório Exterior)

18h00 – Exposição de Serpentes (Auditório Exterior)

18h30 – Torneio Apeado (Praça do Castelo)

19h00 – Os Guardiões do Falcão (deambulante)

19h30 – Músicos e Malabaristas (início na Praça de Município com passagem nas Tabernas)

20h00 – Gaitas e Gaiteiros (Tabernas e Praças de Alimentação)

21h30 – Música e Danças Orientais (Tabernas)

22h00 – A Lenda do Falcão (Praça do Castelo)

22h30 – Músicos, Líricos e Trovadores (Praças de Alimentação e Castelo)

23h00 – Espetáculo de Artes Circenses com Fogo (Auditório Exterior)

00h00 – Encerramento do Mercado (continuação de farra e folia nas tabernas)

 

Sábado, dia 1 de junho

11h00 – Abertura do Mercado com música ao vivo nas entradas e ruas da cidadela

11h30 – Os Duendes (deambulante)

Demonstração de Ofícios e Armas (acampamento)

12h00 – Música e Danças Orientais (início na entrada principal até ao acampamento)

12h30 – Petiscos e Gulodices nas Tabernas

O Larápio

13h00 – A Latrina (deambulante)

14h00 – Escaramuças nas Tabernas (Praças de Alimentação)

14h30 – As Freiras (deambulante)

15h00 – D. Dinis e seus filhos (Castelo)

Porque um Rei também é pai e como tem de ser, há que pôr ordem na família. Ora, D. Dinis tem de lidar com ciúmes, competências e desavenças, mas a astúcia da sua Rainha há de ajudá-lo nestes momentos mais periclitantes…

15h30 – Músicos, Líricos e Trovadores (da Praça do Município até ao Auditório Exterior)

16h00 – Música – Concerto com Moussiço X (Auditório Exterior)

16h30 – Os Faunos (deambulante)

O Voo do Falcão (Praça do Município)

17h00 – Músicas e Danças Medievais (Praça do Município)

17h30 – Um dia na Corte de D. Dinis (Castelo)

Entre muitos outros afazeres, D. Dinis tomou a decisão de reconstruir a muralha do Castelo de Pinhel e, ainda mais, a muralha deveria ser aumentada de forma a cercar e proteger todo o povoado.

18h00 – Música – Concerto com Malcolm Mc. Milan (Auditório Exterior)

18h30 – As Freiras (deambulante)

19h00 – Artes Circenses e Malabarismos em tons e sons medievais (Tabernas)

Cena Medieval en la Feria Medieval de Pinhel, el sábado 1 de junio a las 17.30 horas

19h30 – Ceia Medieval (sujeita a inscrição prévia)

20h00 – Petiscos e Gulodices nas Tabernas com música e folia

21h00 – Danças Orientais (Praça das Tabernas)

22h00 – Música deambulante pelas ruas e recantos da cidadela

22h30 – Desfile de Cavaleiros e suas comitivas (da entrada até ao Castelo)

23h00 – Torneio a Cavalo (Liça, Castelo)

Competem as casas dos dois filhos de D. Dinis, em honra a seu pai.

23h30 – Espetáculo de Fogo (Liça ou Auditório Exterior)

00h00 – Encerramento do Mercado (continuação de farra e folia nas tabernas)

 

Domingo, 2 de junho

11h00 – Abertura do Mercado com cortejo oriental (entrada até Castelo)

11h30 – O Voo do Falcão (Praça do Município)

Malabarismos e Acrobacias com tons e sons medievais (deambulante)

Os Peregrinos

Um grupo de peregrinos, escoltado por cruzados, chega a Pinhel e é acolhido com comida, bebida e são-lhes prestados curativos, nas feridas e mazelas tidas na sua devoção. Depois de revigorados são abençoados com uma Missa, juntamente com o povo e demais habitantes da cidadela.

12h00 – Missa Campal – Celebração da Eucaristia Dominical (Largo da Igreja de Santa Maria)

12h10 – Diz que disse… (Tabernas)

12h30 – Petiscos e Gulodices nas Tabernas

13h30 – Música nas Tabernas

14h00 – Danças orientais (início nas Tabernas até ao Auditório Exterior)

14h30 – O Voo do Falcão (Praça do Município)

15h00 – Música na Praça do Município

15h30 – O Leproso (deambulante)

16h00 – Cortejo da comitiva até à Liça (entrada principal até ao Castelo)

O Voo do Falcão (Liça, Castelo)

17h00 – Torneio a Cavalo A Desforra (Liça, Castelo)

Honras aos vencidos e Glória aos Vencedores pelo Alcaide de Pinhel.

18h00 – Espetáculo de encerramento (Liça, Castelo)

19h00 – Encerramento do Mercado

 

No hay comentarios